Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao acompanhamento do seu processo.

Notícias

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 3,90 3,90
EURO 4,44 4,44

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .

Palestra aborda importância da água

De acordo com a Agência Nacional de Águas, o Brasil possui 12% de toda água doce disponível no planeta. No entanto, essa água não é homogeneamente distribuída: 80% encontra-se na região norte. Nas cidades próximas ao Oceano Atlântico concentram-se apenas 3%. A pesquisa foi debatida no evento O Futuro da Água, do Ciclo ILP/Fapesp, realizado na última segunda-feira (12/3). O encontro reuniu especialistas da área para discutir assuntos como o impacto das mudanças climáticas e do uso racional e reuso da água na disponibilidade dos recursos. Uma das aulas foi ministrada pelo professor titular da Univer­sidade de São Paulo (USP) e vice-diretor do Centro de Pesquisas de Águas Subterrâneas (Cepas-USP) Ricardo Hirata. O especialista falou sobre as transformações do clima. Segundo ele, a principal mudança está na intensificação dos dois extremos: mais chuva onde já existe chuva, e mais seca onde o ambiente já está seco. "As cidades e o campo têm de se preparar para os longos períodos de estiagem. Deve-se pensar em como aumentar a segurança hídrica", disse. Para o professor, a forma de escapar da escassez é investir na captação de águas subterrâneas, dos conhecidos aquíferos. "Fazendo um mapa das cidades atingidas na nossa última crise, poderemos notar que os municípios abastecidos por água subterrânea não sofreram", explicou. Sobre o uso racional da água, o professor da Escola Politécnica da USP José Carlos Mierzwa abordou o desperdício e a falta de tecnologias mais modernas. "Há uma questão histórica, relacionada ao Brasil ser abundante em recursos hídricos, e existe um desconhecimento de equipamentos hidráulicos mais econômicos", comentou. Ciclo de Palestras ILP/Fapesp O evento do Instituto do Legislativo Paulista (ILP), órgão ligado à Alesp, é uma parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) que foi firmada no ano passado, quando surgiu o Ciclo de Palestras ILP/Fapesp - Ciência e Inovação. O diretor presidente do ILP Vinicius Schurgelies celebrou a parceria. "No ano passado iniciamos esse ciclo com três grandes palestras e então decidimos expandir para mais oito encontros neste ano", relatou. O diretor presidente da Fapesp Carlos Américo Pacheco ressaltou o papel da instituição na produção de conhecimento para o país. "Durante as últimas décadas financiamos mais de 1,1 mil estudos, das mais persas áreas, com mais de 600 bolsistas em doutorado e mestrado", exemplificou. A deputada Célia Leão (PSDB) saudou o trabalho da parceria entre o ILP e a Fapesp, e relembrou a importância da água. "Nós somente nos lembramos dela quando falta ou quando causa problemas, mas é extremamente necessária para todos", declarou.
12/03/2018 (00:00)
Visitas no site:  474253
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.